sábado, 25 de março de 2017

A RESTAURAÇÃO E A REFORMA DAS RELIGIÕES - PSICOGRAFIA CRISTICIÍSTA


A manifestação espiritual na sociedade, acontece desde que o ser humano desenvolveu a sua capacidade de pensar. A história conta as várias formas que o homem adotou para preservar a manifestação espiritual, criando mito e situações, das mais diversificadas e com conotações muitos pessoais.

Cada tribo tinha uma forma de cultuar a sua divindade. O processo da manifestação documentada, é que está servindo de base até hoje, são manifestações Lamanistas, Hinduístas, Bramânicas e as manifestações bíblicas do antigo e novo testamento. O que existe de consistente no pensamento religioso, está manifestado nos escritos trazidos a luz da civilização humana, por estas manifestações, através dos enviados angélicos, que desceram até os homens encarnados com seus corpos físicos, para permitirem o desenvolvimento do pensamento religioso, cujo objetivo, seria transformar o ser humano, dentro dos princípios e fundamentos espiritualistas, tendo como ferramentas, as manifestações religiosas. O objetivo angélico dos enviados divinos, era criar religiões que possibilitassem o despertamento da energia do espírito, com sua potência energética mortal dentro de cada ser humano. Muitas religiões, desenvolveram processos próprios de cultuar o divino, vindo da meditação sucessiva, reflexiva a rituais sangrentos de seres humanos e animais.

Nada disto seria necessário. O maior causador desta aberração, foram os sacerdotes, com seus métodos psicológicos e alucinações, muitas vezes causados por plantas que só eles conheciam, e que preparavam secretamente, servindo a determinadas escolhas dentro da tribo, para que tomassem estas poções e darem testemunho do poder do sacerdote tribal; com isto, ele ganhava força dentro da tribo, crescendo com uma forte liderança como pai ou pagé. A partir de então, o comando espiritual da tribo passava para ele, que começava a criar sistemas próprios para preservar sua autoridade, que começava dentro da sua própria organização familiar.

Com o passar dos anos, as religiões pretéritas, herdaram processos semelhantes, principalmente entre tribos africanas e alguns religiosos afro-brasileiros, que dançavam ao som de tambores para estimular a descida de Orixás. Todo este folclore, tem o objetivo de despertar interesse para a religião, que se utiliza deste processo, agindo no ser humano através do despertamento da curiosidade. O ser humano gosta de teatro, e principalmente daquilo que vê e não consegue entender. Os sacerdotes de todas as épocas perceberam isto e criaram vestuários especiais com pedras encravadas, em estilos coloridos, e chapéus com formato de cone, em ouro e pedras preciosas. Se enfeitar para as aparições no culto, até hoje, é um motivo revelador de poder.

A Sociedade Humana

A sociedade humana está dividida em 4 partes: política, financeira, religiosa e espiritualista. É por conta da sociedade espiritualista que estamos nos fazendo presentes. A sociedade política é a responsável pela criação dos sistemas governamentais, tais como constituições no sistema jurídico, que é um complexo de leis e normas de condutas, onde o ser humano que vive em sociedade, tem sua ação pessoal regulada pelo Estado, que é a nação politicamente organizada. Os sistemas políticos respeitam as leis de cada país, com seus governos eleitos ou não, dependendo do regime a que este país está submetido. Existem países democráticos com governos eleitos pelo povo, e países ditatoriais, onde um só dirigente manda e todos obedecem. Sem entrar em detalhes, se estes países são justos ou não, não é o objetivo de nossa proposta.
Não pretendemos criar um partido político nem um partido religioso.

O estado teocrático é muito perigoso, porque pode estar sujeito a uma ditadura governamental, fundamentalista, radical, totalmente armada e inteiramente à disposição do ditador. Se este ditador com o apoio dos seus auxiliares, se desestabilizar e não for contido a tempo, poderá provocar guerras, destruições, morte de inocentes e causar o maior flagelo para a humanidade. Se tiverem acesso às armas atômicas, a humanidade com certeza pagará um preço muito mais alto.

O pior dos fanatismos é o religioso, porque consegue instalar o caos onde se manifesta, não só dentro de uma família, uma comunidade ou um país, e, geralmente começa individualmente, por intermédio de uma só pessoa. A sociedade humana deve combater e fiscalizar um líder político ligado ao fanatismo religioso, pois eles enlouquecem de uma forma fria e passam a sensação de que estão convictos do caminho que escolheram como enviados e representantes do poder de Deus.

Permitir que um fanático religioso assuma um posto de comando, dentro de um exército, ou mesmo na presidência de um país, pode levar este país à guerra fratricida, e quem olha para ele, não conseguirá acreditar que aquela figura dócil, delicada e passiva, aparentemente normal, com um sorriso nos lábios, pode causar tantas desgraças. Às vezes, o fanatismo religioso não está explícito. Estas pessoas costumam embutir suas tendências, que só vão se manifestar, quando chegam ao poder. A humanidade já experimentou este poder na sua história, e muitos pagaram caro a adesão incondicional a doutrinas políticas e religiosas no curso da evolução da sociedade e do conhecimento humano. A história está lotada de fatos provocados e mandados por loucos e patronos do auto suicídio e genocídio.

Evitar a ascensão de um líder, fanático político, ou religioso, chega a ser um dever. Quando eles forem detectados, de alguma forma que os tornem visíveis, é importante se precaver, pois de amigos não tem nada. É muito perigoso para um país, ter um vizinho com ares de arauto da liberdade. Normalmente querem se sobrepor e gostam de liderar grandes movimentos sociais, como se fossem os salvadores da pátria, Messias, enviados divinos ou coisa parecida. Existem pontos políticos no planeta, que devido à pobreza e à fome, aceitam qualquer liderança que lhes dê a oportunidade que procuram para crescer em melhores condições de sobrevivência.

Quando estes fanáticos políticos se unem, num acordo de cavalheiros e de cooperação mutua, podem até contribuir solidariamente para melhorar o quadro social, mas, quando eles se unem politicamente e colocam o nome de Deus no meio, amparados por uma mesma crença, um mesmo ponto messiânico, a situação começa a se complicar. Costumam formar correntes de pensamentos comuns, e não pensam duas vezes em formar alianças, usando a fome humana como ponto de apoio e aproveitando-se da miséria existente no quadro atual do mundo, principalmente em continentes áridos onde o calor assola e onde existe escassez de água e o plantio de alimentos que não dá conta da demanda necessária para alimentar um povo.

Os grandes gênios do fanatismo político e religioso, aparecem politicamente, quando conseguem modificar o quadro de miséria dos países que governam. Não só o fanatismo religioso causa desordem a uma única nação, como o materialismo ateísta também causa. Estas experiências já foram vividas pelos países que integraram a antiga união soviética, vivendo sob uma tutela totalitária, onde os direitos humanos não tinham vez, apagando qualquer chama que pudesse realimentar a liberdade pessoal de cada criatura. O estado deixou de ser a “galinha dos ovos de ouro”, e muitos tiveram que se readaptar. Não foi nenhuma guerra contra o sistema que obrigou a política do Kremli reciclar. Foi a miséria, o desconforto e a fome do povo, governado por uma máquina burocrática empobrecida pela corrupção ativa e passiva. A revolução Soviética que assassinou brutalmente a corte Imperial e seus filhos, não construiu nada de que o povo russo pudesse se orgulhar, além de Richter (pianista), Rachimaninof e Iuri Gagarin. Tudo desmoronou e a reconstrução será difícil, porque existe ainda uma velha geração de comunistas ateus emperrando a máquina administrativa, e lutando para que o comunismo renasça das cinzas. O povo russo terá de suar a camisa até sistematizar o país.

O fanatismo político, que culminou com o comunismo russo, já provou para a humanidade, que o sistema cruel e de perseguição, não é o melhor caminho. O sistema político atual, precisa de seres bem-intencionados.  É necessário formular uma nova proposta de governo, que possa ser testada e usada como protótipo de ação positiva, com a finalidade de criar condições naturais, para que o sistema político mundial, possa ser adequado a uma nova visão, e a uma nova realidade social. Todos os sistemas de governos existentes estão velhos, ultrapassados, corrompidos e até a democracia que deveria ser o melhor dos sistemas, esta manipulada pela máquina audiovisual, manobradas por veículos de comunicação de grande penetração e audiência.

É hora dos cientistas políticos se reunirem em assembleia e formularem uma proposta de governo que atenda os interesses dos seres humanos, mesmo que pareça surreal. É preciso nascer uma nova ideia no campo político, sem anexar a religião ao processo. A religião hoje, tomou a característica empresarial. Deus, Jesus, santos, os apóstolos nunca foram tão comercializados, até porque as maquinas industriais trabalham de 18 à 24 horas por dia para atingir a demanda de velas e imagens.

Queremos deixar bem claro, que não somos contra velas ou imagens; até compreendemos a função que desempenham no campo mental, no campo da fé e na reação em cadeia dentro do universo cósmico, que provoca um fluxo energético elevado, renovando o campo astral de quem se coloca dentro desta meditação, limpando seu campo mental e abrindo o seu caminho. Tudo é uma questão de fé, postura e visão espiritual do objeto submetido a avaliação superior.

Nós acreditamos que o desenvolvimento da consciência para um novo estágio de conhecimento, poderá contribuir e até mostrar um caminho bem mais reduzido, para tirar o homem deste universo miserável de fome e destruição. Os menos esclarecidos espiritualmente, responsabilizam a força divina, costumam dizer “Se a miséria existe é porque Deus permite”.

A miséria humana nunca foi causada por Deus. Ele quer a prosperidade pessoal e coletiva. Os homens é que são carrascos de si mesmos. São eles que estão cavando dentro de suas cabeças as suas covas individuais. Se o homem não limpar o seu caminho mental, ficara enredado em ervas daninhas e dormirá acordado, sem olhar o trânsito, sem perceber a vida que passa ao seu lado, tanto com as probabilidades positivas, como com as negativas. Não adianta “chorar pelo leite derramado”. Muitos se prendem ao passado, contando histórias e removendo fatos já superados pelo tempo.

O tempo presente é a realidade da vida. Você pode até preparar o futuro com cuidado, pagando sua aposentadoria, comprando sua casa a prazo, mas quem poderá afirmar o que poderá acontecer amanhã?

Se um asteroide for atraído pela gravitação da terra e tiver um quilometro de diâmetro, irá provocar uma hecatombe universal e acabar com a vida inteligente, devido a reação em cadeia provocada pela a explosão, gerando um grau de calor de proporções atômicas, provocada pelo atrito com a atmosfera.

A REFORMA

O primeiro passo para se chegar a tranquilidade, sem o enriquecimento pessoal, é procurar manter a vida em equilíbrio total, ou seja, equilíbrio espiritual, emocional e material. É importante manter as contas em dia e conseguir um emprego em que não trabalhe apenas pelo custo desde o início. No mínimo 30% deve ser poupado.  Fazer poupança é o melhor investimento para gerar a tranquilidade futura. A falta de dinheiro, leva o ser humano ao desespero e provoca uma reação orgânica venenosa, destruindo o sistema nervoso e alterando todo o sistema metabólico. A criatura que começa a passar este desespero muito jovem encurta a vida. Se tivesse que viver 80 anos, acabara morrendo entre 65 e 70 anos. O maior risco da vida, é a dívida financeira fora de controle. Esse é o maior passaporte para a outra vida.

Para que a tranquilidade financeira possa ser conseguida, cada criatura precisa desenvolver um projeto de vida gerando trabalho. O trabalho é que deve gerar o capital. O capital especulativo, que produz milionários ociosos, não deve ser protegido por bancos oficiais, mantidos por poupança do povo, que precisa de investimentos em saúde, educação, saneamento básico, e produção de alimentos. O mundo ainda vai descobrir que não existe papel inteiramente seguro. Quando as bolsas em todo planeta começarem a quebrar, a queda será tão vertiginosa que não haverá apadrinhamento financeiro universal que dará jeito. Nenhum governo com um mínimo de lucidez, arriscará o patrimônio de seu povo para salvar especulador profissional ou acionista temporão. É preciso preservar a política das aposentadorias. Um idoso sem aposentadoria e sem família, é um ser condenado e ás vezes não precisa ser tão velho.  Existem homens na rua que não chegaram aos 45 anos e já são mendigos condenados a morte, pois a sociedade não toma conhecimento deles. O sistema político existente, está superado, porque os que se elegem em nome do povo, fazem leis com válvulas de escape e se colocam acima delas, criando para eles tribunais especiais, e usando da imunidade política para se manterem na impunidade.

O planeta precisa de uma reforma política profunda, enquanto isto não acontecer, os humanos viverão num sistema vulnerável. A classe política em todos os países, tem privilégios acima de qualquer expectativa, e exageram nas contratações, protegem amigos, desfalcam orçamentos e se afogam em gastos extraordinários, por conta de uma mordomia sem precedentes, muito além das suas necessidades para representar o povo de uma maneira sensata e justa, isto sem falar, de contratos milionários com propinas pagas para concorrências, com ganhadores combinados e encomendados. Os salários excedem a função com gratificações desordenadas. Não é só no Brasil que isto acontece. Em todos os países do mundo, em maior ou menor proporção. É assim que os fatos se processam.

O mundo está virado. Todo o sistema de governo apodrece. Seus orçamentos, principalmente nos países guerreiros, crescem a cada dia, com bilhões de dólares voltados para compra de armas e munições, enquanto a pesquisa científica, a educação, a alimentação, a habitação, sucumbem num jogo sem limites.   
O próprio homem, em apenas 100 anos, avançou no processo tecnológico, mas se afastou da natureza e instalou o caos financeiro, ético e moral. O religioso, só não aconteceu ainda, porque alguns poucos iluminados seguram a duras penas o bastão divino, apesar das mentes materialistas lutarem para aposentar Deus. Na realidade, vivemos uma fase hedionda de corrupção ativa e passiva.

As leis que protegem a sociedade, no que se relaciona ao direito e processos penais, são frágeis. Criminosos quando são julgados por um Júri popular, são transformados em honrados chefes de família, vítimas da sociedade, heróis anônimos e arrimos de família, protetores dos irmãos mais novos e de pais torturados por uma vida difícil, isso através das teses advocatícias de absolvição. A sociedade, que é a vítima, acaba responsabilizada pelos advogados de defesa, para abrandarem as penas, e conseguirem a liberdade de facínoras com folhas corridas, com direito a saírem da cadeia para visitar as famílias em épocas festivas, aproveitando a oportunidade para fugirem e cometerem novos crimes.

As vidas das pessoas estão a prêmio. O prêmio, vale quanto o dinheiro que a vítima tem, sem falar do prazer dos criminosos em verem suas vítimas sofrerem por outros tipos de violências absurdas. Assassinos e corruptos, matam sem piedade e são soltos por teses de direito como vítimas da sociedade. Existem também os que se dizem, cumpridores e responsáveis pela segurança da sociedade. É triste ver que na   realidade a corrupção ainda consegue atingir até uma parcela de delegados, juízes e seus auxiliares. Alguns são desligados da policia, e da magistratura deixando o serviço público, seguindo suas profissões e pouquíssimos cumprem penas. Os investigadores e policiais sérios, devem se sentir arrasados, quando tomam conhecimento das sentenças abrandadas por atenuantes, engendradas no processo para produzirem provas, com a única finalidade de absolver um criminoso, por conta dos custos, honorários devidos a alguns defensores da lei penal, que já conhecem o caminho das pedras. É muito mais fácil viver na fantasia, do que na realidade, pois assim, a responsabilidade de pertencer a uma sociedade onde o sistema político se degenerou é menos dolorosa. O sistema financeiro, cobra por emprestar em médio prazo o triplo do valor emprestado para aquisição de capital de giro no mercado financeiro, com o objetivo empresarial de produzir bens e serviços, escravizando o empresário e impondo-lhes penas financeiras, com seus nomes colocados em todo sistema como insolvente, sem procurar saber o que levou ao atraso de uma parcela comprometida. Sujam o nome do credor em todo mercado, e não em sua instituição financeira, como se o pagamento de quantias cobradas impunemente, por conta inativa, e colocado em órgãos de proteção ao crédito, não fosse extremamente prejudicial, eliminando o cidadão da possibilidade de  comprar uma cesta básica, como se a cobrança de taxa por conta inativa, fosse a determinante moral para invalidar o crédito de uma criatura responsável, como se fosse um simples meliante.

Não existe complacência e nem perdão para quem comete pequenas irregularidades administrativas, mas o perdão é concedido a corruptos de toda ordem, bandidos, traficantes e toda uma legião de senhores responsáveis, que governam o sistema civil, penal, criminal, financeiro e político. Esta é a realidade de 90% dos países do planeta, principalmente os emergentes, aonde a pobreza apodrece o corpo, estremece a alma e sufoca o espírito. Esta responsabilidade de administrar, analisar e se pronunciar publicamente, deveria ser das religiões. São elas, em nome de Deus, que deviam em seus jornais e canais de televisão, se posicionarem, mas ficam exibindo a mesma peça teatral religiosa, montada há 2 mil anos, e outros, mostrando a bíblia, para pedirem dinheiro para um povo pobre e humilde, sofrido, ensinando-os a preencherem boletos bancários em nome de Deus e da caridade. O quadro é deplorável e nada escapa. O homem está diante do seu próprio quadro.

Quando Deus olha este quadro, e lê os textos religiosos que colocou nas mãos dos homens, independente de religiões, deve dizer: - “ O que é isto? ”e acrescentaria com certeza: - “Eu enviei meus mensageiros, meus anjos de luz para criarem religiões, para desenvolverem a espiritualidade dos seres humanos e o que eu vejo? Corrupção na política, no sistema financeiro, nos governos e até na igreja? Será que eu falhei com toda a minha sabedoria infinita de criador do universo? Resolvi as equações do sistema cósmico, sistemas solares, galáxias, coloquei tudo em movimento, criei a imortalidade espiritual, criei recursos minerais, vegetais, seres animais e hominais. Porque errei no homem? ”

Vocês já imaginaram Deus colocando a mão na cabeça, dizendo “O que é o homem? Nem Jesus, que nasceu entre eles, para levar a minha mensagem, conseguiu domá-los? E o pior, é que eu tenho que admitir que fui eu quem criou o ser humano. Quando na política vejo o pecado, no sistema financeiro o desastre da exploração do homem pelo homem, na educação uma ignorância sem fim, na ciência um ateísmo que nem olham para cima para agradecer a vida que eu permiti que vivessem. Quando vejo os rios poluídos, a alimentação insuficiente, o egoísmo predominando, a corrupção crescendo, o vício, a prostituição... Nossa! que problema criei para mim mesmo, minha esperança era a religião, mas até ela, está represada em textos dogmatizados, sistematizada em franquias fantasiadas de casas de fé, comercializada, impotente, ignorante e na maioria dos casos, inoperante.
Preciso pensar... Preciso pensar... E dê repente Deus falou: - “Já sei! ... é Preciso reunir a ordem Angélica para acudir o sistema humano urgentemente, pois estão produzindo uma energia negativa muito forte e não quero perder bilhões de almas ”... “Encontrei uma saída, preciso começar agora”. Reuniu a ordem angélica e comunicou: “Muitos de vocês precisam renascer, escolham lares diversificados, com situações econômicas independentes ou não, com ou sem consciências políticas, científicas, religiosas e mãos à obra. Procurem mudar as coisas, comecem pela família.”. Dito isso, deu a sessão por encerrada”. Deus saiu muito feliz de sua reflexão...

Com certeza se vier alguma solução, virá de uma ordem espiritualista divina e superior, com visão e consciência, pois o ser humano salvo raríssimas exceções, vive a apologia do individualismo sem nenhum constrangimento em atropelar o alheio para se colocar numa melhor situação e salvar a sua própria pele a qualquer custo. Para os que acreditam na evolução do espírito, vamos orar e pedir com muita fé, que renasçam seres iluminados, para que o futuro da humanidade possa estar assegurado, para que a natureza seja respeitada e para que nenhum asteroide atraído pela força negativa, gerada pelo próprio planeta, caia sobre a cabeça dos seres humanos.


As religiões precisam se reunir e mudar o seu discurso teológico. Menos misticismo e mais ação. O mundo precisa de um discurso religioso menos ideológico e mais atual. As crianças de hoje querem saber muito mais sobre a história da maçã bíblica. Como explicar sem cair no ridículo da gozação? Hoje não é mais como antigamente, na base do: - “cala a boca menino, você acabará ardendo no fogo do inferno...” As crianças de hoje pensam. Não é nada fácil implantar um ensinamento, sem nenhuma base lógica, numa família com um mínimo de esclarecimento. Os pais podem ser ridicularizados ou chamados de enganadores. Todo o ensinamento religioso precisa ser revisto. Nossa visão espiritualista não se preocupa com o passado, seja milenar ou não. O que está feito, está feito e vamos em frente, mas reexaminar alguns pontos com o objetivo de esclarecer, chega a ser um dever de consciência. Isto seguramente não deixaremos de fazer no decorrer deste nosso trabalho. Há muito o que trabalhar e temos plena consciência de como deverá ser feito. Deus é nosso guia e a ordem angélica nossa proteção. Mãos à obra.

Psicografado por Adilson T. de Godoy
Mentor: D' Adyan
Ordem Espiritual Crística
Filosofia Cósmica do Poder Divino Integralizado
www.cristiciismo.com.br
www.filosoficacristiciista.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário.