sábado, 25 de março de 2017

DA DOUTRINA E DO MESTRE - PSICOGRAFIA CRISTICIÍSTA



Cada doutrina espiritual, tem um mestre que é o responsável pela sua difusão e divulgação. Quando o mestre expõe suas ideias, os que as seguem, procuram o aperfeiçoamento espiritual, segundo a visão filosófica e a vivência desses ensinamentos. No curso da evolução da raça humana, muitas religiões foram levadas ao conhecimento daqueles que sentiam a necessidade de se ligarem a uma força maior. A palavra “religião”, vem do latim, “religare”, que quer dizer, religar o ser humano a sua força de origem, fazendo com que ele seja novamente despertado para uma visão superior, com o objetivo de encontrar uma consciência maior da sua própria natureza e essência. Desta forma, o Ser adquirirá uma postura superior em relação a tudo que o cerca, aprendendo a observar e se posicionar. A função da religião (da religação), é dar um dimensionamento e uma consciência muito superior e eclética com relação ás posições a serem adotadas relação a vida.

Na religião cristã que é sentida através da comunicação do evangelho de Cristo, contém uma força de exposição verbal que transporta a comunicação em vibrações que se condensam de forma energética. Toda manifestação oral do ser humano, tudo aquilo que sai de dentro, gera uma força. Essa força, faz com que haja um movimento no campo magnético, para onde é lançada. A partir do lançamento dessa força, há um processamento, que move os campos energéticos, proporcionais a força de integração das palavras, que foram proferidas e que passarão a ativar esse campo. Isso significa que se você pronunciar a frase: “Amar a Deus sobre todas as coisas”, essas palavras contêm um peso energético. Não é só considerado o valor do som e da força das palavras, mas também o valor da vibração e a potência energética que essas palavras poderão gerar, por isso, é muito importante a disciplina vocabular de todos os seres, que quando se manifesta, manifesta também o seu grau de elevação, a sua força interior, e a sua posição em relação a observação que tem dos fatos relativos a expressão, que vai utilizar na comunicação da sua verdade, na sua intimidade psíquica com a sua força interior. Nessas condições, temos o que é proferido do evangelho de Cristo tem um peso. Esse peso é proporcional a força de cada criatura, na sua maior ou menor fé, em relação aquilo que ele está proferindo. Se você diz: “amar a Deus sobre todas as coisas”, sentindo o amor de Deus em seu coração, como pede o evangelho, e sendo essa, uma verdade divina, esta verdade terá para você, um peso x ou y, segundo a sua capacidade de sentir esta frase e este amor por Deus sobre todas as coisas.

Nós procuramos transmitir os nossos ensinamentos, considerando que a força tem duas naturezas:

a) Uma natureza divina, superior, energética pura, onde existe o grau de consciência divina;
b) Uma natureza humana que tem como veículo de encaminhamento, a utilização da força cerebral dos seres, gerando uma corrente vibratória também energética.

A ação dessas duas energias, humana e divina, faz com que ocorra a sintonia com essa força superior, porque uma conduz a outra. A racionalização dos pensamentos que existem em todos os seres, brotou da força evolutiva, que assimilou nesta criatura, uma base da consciência de uma filosofia com natureza de pensamento humano. Dentro dessa filosofia humana, os seres criaram suas próprias leis de acordo com as suas ações e reações.

Quando têm uma ação ou reação, que fere o comportamento e a individualidade de cada um, o que acontece?

Os legisladores humanos criam as leis para repararem este mal, quando num comportamento incompatível. No entanto, a lei divina, orienta intuitivamente o legislador para que essas leis humanas possam aperfeiçoar os seres, no que diz respeito ao seu comportamento ético e social; mas existe ainda um comportamento do ser humano dentro da consciência espiritual.

O que nós pretendemos fazer em nossos trabalhos, é mostrar que os seres humanos possuidores de uma consciência racionalizada da força humana, possam usar essa mesma força, em consonância com a consciência da mente divina, possibilitando essa sintonia de consciência. Isto ocorre porque existe disparo de um poder energético interior, de uma força interior, consciente de dentro para fora. Esta força é que dá condição ao homem encarnado de perceber que ele está vivo. É como diz o filósofo: “penso, logo existo. ” (René Descartes 1596-1650). ... É claro que se eu existo, posso também desenvolver algum processo em função da minha racionalidade, da minha força em acreditar que eu possa desenvolver uma energia que está dentro de mim...

Como desenvolver esta energia?

Esta energia se desenvolve no plano mental, pelo esforço mental, pela captação do próprio psiquismo, expandindo essa força psíquica, que tem como resultado de integração num campo proporcional, aonde essas energias humanas também são condensadas.


MOMENTO ENERGÉTICO ATUAL


Existe no planeta Terra, uma descompensação de campo muito grande, em função do excessivo grau de condensação dessas energias psíquicas, geradas através da violência, do desespero, das angústias dos seres humanos, gerando uma corrente vibratória negativa, não permitindo que a força divina de cada um flua acima de sua aura espiritual. Sobre a aura espiritual de cada criatura viva,  existe uma força de campo energético, de natureza psíquica, no caso dos seres humanos, quando a força é negativa, pode bloquear a penetração das energias mais sutis, que permitem as inspirações, intuições e força interior para alterar e melhorar a sua conduta e o seu comportamento para melhor. Por isso, a importância de todos os seres estabelecerem uma meditação constante, buscando elevar o pensamento para alcançar um melhor grau de integração.

A leitura dos evangelhos, a leitura da força da palavra crística, tem o poder de abrir os canais que possam irrigar essa mente humana, racional e psíquica, fazendo com que a pessoa encontre condições próprias de estabelecer uma melhor capacidade de consciência e tomada de posição em relação a escolha do grau de penetração nos diversos tipos de energia que está sendo capaz de criar e perceber, de acordo com o controle do seu pensamento.  

Todos os humanos estão em evolução espiritual e as doutrinas que não ensinam isso, pecam, pois não apresentam uma tese conjuntural, fazendo com que o Ser não se sinta satisfeito, e encontre dentro de sua própria capacidade, de existência, aquilo que ele está sentindo falta no seu dia a dia. A ignorância impede uma explicação justa e plausível para todos os fenômenos existentes, retirando a possibilidade que cada criatura tem, de encontrar uma razão superior de comportamento. Para que o ser humano se modifique e altere a sua própria capacidade de pensamento e comportamento, é preciso entender, antes de qualquer coisa, qual é o sentido da razão para tal mudança, qual a necessidade de alterar os seus circuitos vibratórios e não continuar naquela trilha que estava seguindo, caso este caminho seguido não satisfaça seus anseios de conhecimento.

Qual o valor energético de uma nova tomada de consciência e de posição e quais as suas consequências, para si e para todos os demais ao redor?

Antes de uma tomada de posição definitiva e uma nova reorientação, é preciso adquirir autoconsciência da sua capacidade de penetração nessas energias superiores, para que seu encaminhamento seja positivo, e possa permitir a si mesmo uma alteração que o leve a caminho da felicidade.

Temos a obrigação de buscar a felicidade, de trabalhar e encontrar os rumos certos, sem navegar à deriva, porque de repente, pode-se chocar contra os rochedos que se encontram, ás vezes, embaixo das águas, que podem ser muito mais superficiais do que se imagina. É importante buscar o fundo das relações, das questões, examinando tudo com a verdadeira profundidade. A nossa mensagem, é no sentido de estabelecer uma ligação superior, fazendo com que a religião funcione como elemento máximo de graduação de consciência.

Todos os seres estão buscam o aperfeiçoamento. O próprio universo evolui, como um todo energético e como uma força integrada. Os humanos precisam encontrar a sua força e integrá-la, dando uma qualificação e condição de grau a essa energia.

E como se consegue essa condição de grau?

Acrescentando e exemplificando, fazendo com que o espírito possa absorver a cada dia, um ensinamento que permita essa exemplificação.

Como vem essa exemplificação?


Através da observação. É preciso sempre estar em condição de fazer com que as coisas não passem desapercebidas na vida. A força e o exemplo espiritual, as coisas que acontecem, não são meros movimentos fúteis, mas sim movimentos energéticos, que têm a missão de mostrar uma verdadeira e clara realidade, acima daquilo que não se consegue enxergar. - “Deus escreve certo por linhas tortas” - É o que diz o ditado popular. Ás vezes, uma determinada situação toma rumos diversificados, aparentemente incompreensíveis, fazendo com que os seres sofram e sintam-se sem apoio e impossibilitados de alterar o curso de alguma ocorrência que pode o estar prejudicando... Isto acontece, porque a necessidade de aperfeiçoamento, faz com que os seres passem por essas coisas, sofrendo determinados atos e ações na vida, modificando seu comportamento, se colocando diante de uma nova postura e realidade, que consegue alterar o seu curso, involuntariamente. Cada ação e reação pode transformar-se em um degrau a mais na evolução do ser humano. É por isso que quando expomos uma filosofia, doutrina ou ideia, nós temos que estar preparados para que a assimilação dessa ideia, venha modificar o nosso comportamento para melhor e traga uma visão superior da realidade, uma percepção capaz de nos fazer enxergar além da trava do olho, porque todos os seres humanos, assim como os desencarnados, também possuem “trava no olho”. Esta “trava”, é proporcional a evolução de cada um. Por isso que Jesus disse: “tire primeiro a trava do seu olho”. Antes de se manifestar sobre a conduta de qualquer ser humano, obrigue-se a policiar-se e a ouvir. É necessário falar com conhecimento, profundidade, sem jogar as palavras para o ar, porque assim será jogada energia no ar, e isso não é aconselhável, sem que essa energia, tenha um direcionamento positivo. Por esta razão, procuraremos colocar aos nossos irmãos que se ligarem a nós pela possibilidade de comunicação, a necessidade de começarem a pensar em si mesmos como veículos condutores de uma força energética. É a força que liga uma tomada. Façam isso com vocês, sejam sensores térmicos, se aqueçam da força do fogo que alimenta, da água que lava, do sal da terra que purifica e engrandece o espírito de cada um. 

Psicografado por Adilson T. de Godoy
Mentor: D' Adyan
Ordem Espiritual Crística
Filosofia Cósmica do Poder Divino Integralizado
www.cristiciismo.com.br
www.filosoficacristiciista.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário.