sábado, 25 de março de 2017

O AMOR E A VIDA - PSICOGRAFIA CRISTICIÍSTA

O Amor foi o tema escolhido por Jesus para pregar o seu evangelho. Ele não escolheu a filosofia socrática, ou qualquer outra corrente filosófica do seu tempo. O amor é um tema muito amplo. Existem muitas formas do amor se manifestar.

As várias formas de amor até hoje, são objetos de pesquisa, estudos filósofos, psicológicos, psiquiátricos, médicos, entre outros.

O amor provoca as mais variadas sensações no ser humano. Por amor, o ser humano chora, ri, agradece, reza, medita, aconselha, se sente feliz ou infeliz, sendo até capaz de atentar contra a própria vida e de outras pessoas, cometendo crimes passionais.

São inúmeras as manifestações nascidas do amor. O amor filial, religioso, fraternal, carnal, etc. A maior dificuldade com relação ao amor, nasceu do evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, com o texto: “Amar ao próximo como a ti mesmo”. Ainda de outro texto: “Amai o seu inimigo”. Estas duas questões, colocadas pelo evangelho, são os dois maiores problemas nas relações humanas.   

O que o ser humano precisa fazer para aprender a amar o próximo como a si mesmo?

Para que isto possa acontecer, o ser humano precisa descobrir e se convencer de que ele primeiro deve amar a si mesmo. Quais são os principais componentes que entram na configuração do comportamento humano capaz de explicar para o próprio Ser como ele deve proceder para amar a si próprio? Qual o primeiro passo para fazer chegar a si próprio?

Se o ser humano não procurar compreender pelo seu próprio esforço pessoal, ou intuitivo, o que é amar a si próprio, como poderá encontrar um parâmetro para amar o próximo como a si mesmo?

Qual o primeiro mandamento que pode estabelecer os fundamentos básicos de uma configuração de regras que possam contribuir para que o ser possa descobrir qual o caminho para amar a si próprio?
Vamos sugerir abaixo, algumas atitudes que a serem tomadas durante a vida. É provável que essas sugestões ajudem na configuração de propostas para que o ser humano possa entender e aplicar para amar a si próprio. Essas regras têm relação com a respeitabilidade pessoal:

·         Respeitar a própria vida;
·         Respeitar o seu corpo;
·         Respeitar a sua mente;
·         Respeitar o seu trabalho;
·         Respeitar o semelhante;
·         Respeitar seus pais;
·         Respeitar seus filhos;
·         Respeitar seus amigos;
·         Respeitar seus mestres;
·         Respeitar sua crença religiosa;
·         Respeitar sua mulher (homem);
·         Respeitar o seu instrumento de trabalho ou sua profissão;
·         Respeitar o concorrente;
·         Respeitar o colega de trabalho;
·         Respeitar e sentir compaixão pelo sofrimento alheio;
·         Respeitar as leis do convívio social;
·         Respeitar alguém que lhe serve em qualquer situação;
·         Respeitar quem lhe presta serviços de qualquer natureza;
·         Respeitar e agradecer a quem lhe oferece a oportunidade de crescer em todos os sentidos;
·         Respeitar e procurar compreender os limites alheios;
·         Respeitar o idoso, o jovem e a criança;
·         Respeitar e procurar compreender e ter paciência com as criaturas com dificuldade de entendimento;
·         Respeitar a mesa de refeição;
·         Respeitar e reconhecer seus próprios limites;
·         Respeitar as divergências entre o semelhante no campo do conhecimento de qualquer nível;
·         Respeitar a deficiência física do semelhante;
·         Respeitar as crenças religiosas;
·         Respeitar a devoção que as pessoas têm em decorrência das suas religiões;
·         Respeitar e agradecer a sua vestimenta pessoal;
·         Respeitar a natureza;
·         Respeitar e reconhecer as suas próprias limitações;
·         Respeitar e aplaudir o antagonista vitorioso;
·         Respeitar e conservar seus bens pessoais;
·         Respeitar as diferenças sociais;
·         Respeitar o ser humano independentemente da cor e raça;
·         Respeitar e de alguma forma procurar ajudar os indigentes esquecidos;
·         Respeitar as hierarquias de toda natureza;
·         Respeitar e cumprir os compromissos assumidos, em qualquer situação, desde que não implique em risco pessoal;
·         Respeitar, assumir, e compreender as pessoas de boa fé que cruzarem o seu caminho, não se aproveitando delas;
·         Respeitar as pessoas que acreditam na sua capacitação profissional, dando o melhor de si;
·         Respeitar e aplaudir o sucesso alheio;
·         Respeitar e aceitar as críticas construtivas que possam clarear sua visão de vida e possam contribuir para melhorar sua postura padrão dentro da sua vida;
·         Respeitar e não trair a confiança que as pessoas depositarem sobre você;
·         Respeitar, avaliar e tomar consciência da opinião de um profissional competente que venha contestá-lo abertamente;
·         Respeitar e não julgar previamente qualquer pessoa;
·         Respeitar e não procurar diminuir o semelhante perante as pessoas, para se sobressair;
·         Respeitar e não utilizar da sua cultura para menosprezar sobre qualquer pretexto o semelhante;
·         Respeitar o direito das pessoas se manifestarem e opinarem sobre qualquer assunto;
·         Respeitar e procurar agir e compreender, no sentido de entender que o direito de um vai até onde começa o direito do outro;
·         Respeitar e procurar não se utilizar do cargo que ocupa ou que venha ocupar em benefício próprio;
·         Respeitar e procurar fazer justos os recursos que receber de uma forma direta ou indireta;
·         Respeitar o seu próprio nome, sua dignidade e sua capacidade e não abrir mão daquilo que sua consciência julgue pertencer a você por direito líquido e certo;
·         Respeitar e lutar pelo que se julgar merecedor e quando houver conflito de leis, colocar o assunto sobre avaliação da justiça;
·         Respeitar e acatar as decisões da maioria em regime democrático, mesmo que sua posição pessoal contrarie seus interesses.
·         Recorrer dentro das vias legais em qualquer situação quando se sentir injustiçado ou mal avaliado;
·         Respeitar e procurar ajuda clinica se não conseguir sozinho entender os processos psíquicos que o afligem;
·         Respeitar, ouvir e procurar seguir as orientações de especialistas médicos, com relação a sua saúde física e mental;
·         Respeitar todas as leis da sociedade em que vive com relação à ética e ao comportamento com o semelhante.
·         Se comportar de uma forma discreta nos ambientes que frequentar, sendo sempre gentil, atencioso, carinhoso, sem deixar se humilhar.
·         Pagar por qualquer serviço que solicitar, por mais simples que possa parecer, perguntando antes o quanto vai lhe custar.
·         Mostrar um sorriso no rosto, se possível, procurando incentivar as pessoas nos diálogos sobre assuntos do seu conhecimento e aconselhar com a intenção de que a sua opinião possa ser útil e aproveitável.

Procurando seguir os preceitos enunciados durante toda sua existência, você estará amando a si próprio. Não faça nada que possa ferir você e o semelhante, assim, estará no caminho do comportamento crístico, cumprindo o ensinamento do evangelho e amando ao próximo como a si mesmo.

Dentro deste comportamento, acrescente o amor a Deus sobre todas as coisas, e tenha uma vida de êxito e abundância. Aja com precaução, mas não tenha medo de se atirar num projeto pessoal de vida, acreditando sempre que conseguirá realiza-lo, desde que tenha sido bem avaliado.

Descubra seu caminho através da observação, e procure encontrar em você mesmo sua tendência natural. Acredite nela, enfrente as dificuldades sem alarde, demagogia ou reclamando demais. Seja silencioso sem ser circunspeto e misterioso. Não espalhe desnecessariamente, a energia concentrada em seus projetos de vida ou empresariais, contando a todos as suas ideias.

Trabalhe em silêncio e concentre a maior energia possível em suas atitudes, planos, desejos e deixe o universo conspirar naturalmente, para que as coisas possam acontecer de uma forma precisa e natural.

Se você já conhece nossa Ordem Cristiciísta, utilize nossas meditações. Elas facilitarão seu caminho, lhe dando consciência e contribuindo para abrir o seu espaço, trazendo mais conhecimento e facilitando seus ideais de conquista.

Nossa postura filosófica, está no sentido de fazer com que as criaturas compreendam o seu papel no processo evolutivo do universo, através da atuação consciente da sua ação espiritual, pessoal e intransferível.

Existe um caminho e um processo divino de encaminhamento de todos os seres humanos. O ser humano, não é um mero expectador que nasce apenas para pagar pecados e procurar a sua salvação pessoal. Existe um precedente espiritual, muito mais abrangente, por traz de todo este processo que envolve o ser humano, desde o seu nascimento até a sua morte.

A nossa mensagem, traz uma proposta espiritualista, de meditação avançada, no sentido de esclarecer pontos duvidosos que impedem a expansão do conhecimento espiritual. Para tanto, é preciso que o ser humano tenha conhecimento e avalie conscientemente sua postura em relação à sociedade em que vive, a religião que professa, ao seu comportamento e a sua visão holística necessária para a expansão da sua consciência e do seu desenvolvimento.

O processo energético de expansão da energia espiritual, precisa da participação de cada um, pois o ser humano é portador de alto grau energético de vibração superior, e sua energia, está sendo dispersada por falta de esclarecimento, educação e entendimento. Pedimos a oportunidade de contribuirmos de uma forma honesta e despretensiosa ajudar a compreender, a sua ação espiritual dentro da sociedade em que vive, dentro do plano divino, compartilhando e debatendo temas importantes para a formação de novas consciências que ajudarão crianças, jovens e adultos.

O conhecimento deve ser compartilhado em todos os sentidos, para que o ser humano possa buscar a verdade interior e desenvolver todas as suas potencialidades e dons, que são manifestados num determinado momento da vida encarnada e que são resultados dos conhecimentos adquiridos em vidas anteriores. Aprender a pensar de uma forma energética, muda a frequência vibratória de cada criatura tonando possível a realização dos projetos de qualquer natureza, que vão seguramente trazer prosperidade em todos os aspectos da vida terrena e espiritual.

Não se trata de vender ilusões ou de resolver problemas imediatos, como normalmente fazem os milhares de livros de autoajuda, se trata de conhecimento de amor e compreensão, num momento em que a humanidade vive uma fase em busca de informações.

Tudo que foi ensinado de bom, dentro ou fora das religiões, trouxe qualidade energética ao ser humano, facilitando a sua integração de grau e sua percepção extra-sensorial e intuitiva.

Psicografado por Adilson T. de Godoy
Mentor: D.Adyan
Ordem Espiritual Crística
Filosofia Cósmica do Poder Divino Integralizado
www.cristiciismo.com.br
www.filosoficacristiciista.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário.